sábado, 29 de março de 2008

Saudade


Ah ! Saudade!

A saudade é algo assim.
Uma agonia sem fim
Uma dor dentro da alma
que chora dentro de mim
Saudade é um rio pequeno
Que corre pra junto do mar
É como a ilusão de um dia te encontrar

Saudade! Ah ! Saudade

Por que me atormentas tanto
Me deixas assim nesse pranto
Como um pássaro sem poder voar
Uma rosa sem perfume
que Ninguém gosta de cheirar
Enfim, a saudade é tanta
Que me faz pensar
Que pra sentir saudade
Não precisa se esforçar

3 comentários:

Galena disse...

Ter saudade é melhor do que caminhar sozinho...

Galena disse...

Um beijo nesta caminhada em conjunto...

Faz de conta que sou escritora... disse...

Ah, saudade...eu vivo em saudade, eu respiro saudade, não por querer invocar o sofrimento, mas para chamar à lembrança todos os momentos em que fui verdadeiramente feliz...
Adorei o poema, diz tanta coisa e tem tanto de ímplicito...
Essa é a arte de saber escrever e bem escrever, não dizer tudo, mas abrindo possibilidades aos sentidos de quem lê...
Essa é a verdadeira arte de escrever poesia, e você possui essa arte...

Meu carinho...